Dicas de Ecologia

Como em todo ano nesta época as pessoas procuram as tradicionais Árvores de Natal para decorarem suas residências no Natal. Existe uma grande variedade de árvores tanto artificiais como naturais, dentre as naturais temos as mais tradicionais e baratas como a família dos ciprestes e das tuias. Essas podemos encontrar com facilidade, porém deve-se tomar alguns cuidados ao escolher onde vai comprar o pinheiro, pergunte sempre se a muda está “pega”, ou seja enraizada, mais não se esqueça que essa espécie de planta necessita de sol para sobreviver.

Outra dica é colocá-la perto da janela e borrifar a folhagem com água diariamente, desta forma ela ficará mais bonita por mais tempo. Após as festas remova para um local com maior incidência de sol.

Existem outras espécies que se adquiridas, podem após seu uso como Árvore de Natal, ser transplantada para o jardim, sacada ou incorporada na decoração de sua casa, assim no próximo Natal você poderá usar a mesma planta. Nos dias atuais nada melhor do que economizar e nada impede que outras plantas possam ser usadas. Neste caso a criatividade de cada um fala mais alto, junta, fitas vermelhas e douradas, ráfia e pinhas são opções para ornamentar

E já que a ordem é economizar substitua as lâmpadas por materiais brilhantes como bolas prateadas ou douradas, fitas espelhadas que irão refletir a luz dando a sensação que a árvore está iluminada.

No caso de optar por comprar uma Árvore de Natal tradicional, como a da foto ela custará em média R$ 90,00 (noventa reais), com vaso e plantada, e em muitos casos entregue em sua casa ou escritório.

Para quem quer ser mais original aí vai uma dica, faça sua árvore personalizada escolhendo um tema como fotos de pessoas da família, objetos pessoais ou até mesmo um ritmo musical (sertanejo, samba, rock, etc.).

Para os arranjos escolha de preferência flores e plantas de tom vermelho e branco, como os lírios, rosas, gérbera e o tradicional bico-de-papagaio (poinsétia). Um arranjo sugerido pode ser feito em uma base qualquer (cimento, cipó, vidro, etc.) o que estiver a mão, o antúrio vermelho e como folhagem a tuia. Você pode dar seu toque pessoal usando galhos secos ou uma casca de palmeira.

O que não pode faltar é o verdadeiro espírito do Natal! Desejo a todos os leitores um Feliz Natal e Ano Novo.


Outras Dicas
Adubo Natural
Informativo sobre a Dengue
Pragas

Adubo Natural

Cascas de ovo, laranja, banana, (cascas de frutas em geral), são ótimos nutrientes para as plantas, bem como a "borra" do café, folhas de plantas e árvores e serragem de madeira.

Porém se esse material for colocado diretamente na terra (vasos e/ou jardim), acaba prejudicando a planta, pois esses materiais durante sua decomposição "roubam" da terra seus nutrientes.

Como fazer então?

O que se deve fazer e deixar que esses materiais se decomponham antes de serem colocados na terra.

Para quem tem espaço o ideal é que se faça um buraco na terra e nele depositar o material (lixo orgânico) em camadas, ou seja uma camada de material outra de terra + serragem e assim sucessivamente, depois disso cobrir o buraco com terra (última camada).

Aquele que não tiver espaço, como por exemplo quem mora em apartamentos, pode fazer esse processo em um vaso, bacia ou recipiente qualquer.

Depois de 20 a 30 dias é só misturar na terra do seu jardim ou vaso para que a planta tenha um melhor desenvolvimento.fazendo isso reciclamos parte do lixo doméstico tão desperdiçado todos os dias, e além disso ajudamos no desenvolvimento das plantas.é nosso dever colaborar com o meio ambiente !

Dados fornecidos pela Carmem Plantas
topo
 

Informativo sobre a Dengue:


Considerando que as bromélias têm sido alvo de ataques pela sua associação com a dengue, a SBBr (Sociedade Brasileira de Bromélias) vem, através deste informativo, esclarecer algumas dúvidas sobre este assunto.

- A bromélia e o mosquito Aedes aegypti (transmissor da dengue) não se conheciam na natureza antes de apresentados pelo homem.

- É fato comprovado que o Aedes aegypti tem preferência por recipientes artificiais com água limpa.

- A água com sedimentos orgânicos ou com matéria em suspensão é desprezada pelo mosquito.

- Na natureza, o complexo sistema ecológico estabelecido no tanque das bromélias, onde uma cadeia de vida se desenvolve, não permite a proliferação do mosquito.

- As bromélias chamadas tanque, quando acumulam água em sua roseta, podem abrigar ovos e larvas de insetos (mosquitos), caso esta água esteja limpa e estagnada. Visto que o ciclo larval do Aedes aegypti é de aproximadamente uma semana, recomendamos que a água do tanque seja renovada semanalmente, através do jato de água lançado por uma mangueira. Assim procedendo, larvas eventualmente existentes no tanque serão deslocadas para a terra, onde morrerão.

- Caso você possua muitas bromélias e a renovação da água for de difícil execução, pode-se pulverizá-las com calda de fumo, um inseticida natural eficiente e que não prejudica as bromélias. A fórmula é a seguinte:
Ferva por meia hora 20 g de fumo de corda picado em 1(um) litro de água. Coe e acrescente água até completar 1,5 l (um litro e meio) de calda. Aplicar uma vez por semana.

A SBBr (Sociedade Brasileira de Bromélias) e a COMLURB celebraram, em fevereiro último, um convênio com o objetivo de avaliar diversos larvicidas para o controle do Aedes aegypti. Os resultados desses estudos são esperados para breve.

Introduzida nos jardins ou como planta decorativa de interior, um mínimo de atenção prevenirá a proliferação do mosquito através das bromélias. Esperando que este informativo tenha cumprido seu objetivo, colocamo-nos à disposição para quaisquer outros esclarecimentos que se fizerem necessários.

FONTE: SOCIEDADE BRASILEIRA DE BROMÉLIAS - SBBr

topo

Pragas


A MELHOR FORMA DE EVITAR QUE SUAS PLANTAS ADQUIRAM AS INDESEJÁVEIS PRAGAS É PREVENIR.
EXISTEM VÁRIOS TIPOS DE PRAGAS QUE ATACAM AS PLANTAS E, IREMOS A SEGUIR DAR ALGUMAS DICAS PARA VOCÊ EVITAR, TRATAR E INDENTIFICAR ALGUMAS.

ALGUMAS PRAGAS:

COCHONILHA: esta praga se apresenta em pequenos pontos brancos, pretos ou até mesmo marrons alojadas nas folhas e galhos, e elas atacam as plantas sugando a seiva.
Aconselha-se a retirada manual com algodão ou "perfex" embebido em álcool.

LESMAS/CARACÓIS/LAGARTAS: estas três pragas atacam a planta se alimentando das folhas, nos três casos aconselhamos a retirada manual. Use luvas, pois algumas lagartas podem queimar as mãos!

FORMIGAS: costumam se alimentar das folhas. O ideal neste caso é identificar o formigueiro, ficando assim mais fácil e eficaz o combate destruindo o formigueiro. Outra maneira é fazer um preparado com pimenta macerada e álcool e embeber este preparado em um pano tipo "perfex" e amarrá-lo no tronco da planta sem apertar demais.

PULGÕES: esta praga aloja-se nos troncos das plantas e deixam eles melados, muitas vezes aparecem também na folhagem. São pontos pretos, marrons e brancos, de tamanho pequeno e sugam a seiva da planta. Retire-os com pano e/ou algodão embebidos em álcool um a um. Algumas vezes é necessário repetir o procedimento durante algumas semanas dependendo de como a praga estiver proliferada. Borrifar as folhas e os galhos com calda de fumo + álcool, melhora a eficiência do combate.

SEMPRE VERIFIQUE AS FOLHAS, DE AMBOS OS LADOS, PARA MANTER O CONTROLE SOBRE AS PRAGAS. TAMBÉM É IMPORTANTE VERIFICAR O GALHOS E NOTAR SE ELES ESTÃO MELADOS OU SE APARECE OS INDESEJÁVEIS PONTINHOS PRETOS, MARRONS OU BRANCOS (TIPO ALGODÃO).

A QUALIDADE DA TERRA COMPRADA TAMBÉM É MUITO IMPORTANTE, POIS MUITAS VEZES ELA JÁ ESTÁ CONTAMINADA. POR ISSO COMPRE SEMPRE TERRA DE BOA QUALIDADE, A ECONOMIA PODE CUSTAR CARO!

CASO TENHA ALGUMA DÚVIDA, COMENTÁRIO OU SUGESTÃO, ENVIE PARA O ENDEREÇO DE EMAIL ABAIXO.

leonardo@paisagismoejardinagem.com.br

topo
<< voltar
 
Produzido por MZCLICK